Tão importante quanto pensar em um bom produto, é cuidar da sua apresentação. É indispensável que o item se destaque e convença, desde a primeira impressão. Nesse sentido, o design de embalagens é crucial.

O processo é responsável por definir a imagem da oferta, que é uma parte essencial de qualquer item à venda. Feito corretamente, ajuda a atrair o público de interesse e gera mais resultados para a marca.

Ao mesmo tempo, é preciso inovar e entender como utilizar os recursos do jeito adequado. Já que isso é tão crucial para promover os produtos da melhor maneira, mostramos tudo o que você precisa saber sobre o assunto. Venha conferir!

ALF – Caixa de lâmpada LED

1. O que é Design de embalagem?

De forma simples, pode parecer que o design de embalagem é apenas a criação da apresentação visual de um produto. No entanto, o processo é muito mais complexo. Por causa de suas características, ele é capaz de ajudar o negócio de modo completo.

Basicamente, a etapa procura conectar estética, estrutura e funcionalidade a um produto determinado. Para tanto, são escolhidos elementos como cores, imagens, tipografia, dimensões, materiais, formas e assim por diante.

Seu primeiro objetivo é criar algo capaz de proteger, transportar e identificar o produto. Conforme essas etapas são atendidas, há o interesse de chamar a atenção dos possíveis clientes.

Como consequência, trata-se de uma abordagem de marketing para pequenas empresas, bem como para as médias e as grandes. Ao final, qualquer empreendimento que vende algo deve se preocupar com o design de embalagens.

Rótulo de cervejaria artesanal.
Rótulo de cervejaria artesanal.
Rótulos de cervejaria artesanal.
Rótulos de cervejaria artesanal.

2. Como surgiu o Design de embalagem?

Apesar de parecer um processo recente, a história do design de embalagens é antiga. A criação dos primeiros recipientes surgiu, na verdade, há 3.500 anos. Foi no Antigo Egito em que vidro colorido era usado para transportar água.

Cerca de 2.200 anos atrás, os chineses começaram a usar casca de amoreira tratada. Esse processo deu origem à produção de papel, que só foi chegar ao Ocidente por volta de 1310.

Com as guerras napoleônicas, passou a ser necessário armazenar comida de jeito fácil para o transporte. Em 1805, ficou provado que os alimentos ficavam protegidos de forma extra se fossem fervidos e vedados em embalagens de vidro. Na mesma época, apareceu a primeira lata metálica.

Na metade do século 19, o papelão começou a ser usado e deu origem à primeira caixa do tipo. Em 1844, surgiu o primeiro saco de papel na Inglaterra. Em 1852, foi criada a máquina de sacos de papel. No entanto, o material ainda era caro. Nessa época, os produtos eram transportados em recipientes de metal, madeira ou vidro, sem nenhum detalhe adicional.

A primeira aplicação completa do design de embalagens, por sua vez, aconteceu pouco tempo depois, em 1896. A NABISCO lançou um biscoito especial, marcado por um personagem com uma capa de chuva amarela. Com 1 milhão de dólares investidos, a divulgação ocorreu de forma nacional, nos Estados Unidos. Inovador, o processo foi um sucesso e o biscoito, inclusive, durou 112 anos no mercado.

Depois dessa iniciativa, outra marcante aconteceu: a da Coca-Cola. A empresa de refrigerantes começou a servir o produto em garrafas de vidro em 1900, mas passou a sofrer com as cópias. Em 1915, patenteou o design curvo, icônico e que se transformou na própria marca.

Nas décadas seguintes, muitos outros estabelecimentos passaram a investir na etapa. Hoje, trata-se de um processo determinante para se chegar ao sucesso!

Embalagens de Salgadinhos
Embalagens de Salgadinhos
Embalagens de Salgadinhos
Embalagens de Salgadinhos

3. Por que investir em Design de Embalagem?

Cuidar da aparência dos produtos já não é uma opção. Em um cenário em que todas as marcas de sucesso se preocupam com tal aspecto, é essencial pensar no design de embalagens como algo estratégico.

Quando bem executado, é capaz de oferecer um excelente desempenho e de gerar diversas vantagens para o negócio. Quer saber quais são elas? Continue a leitura e confira!

3.1 Fortalecimento da marca

As escolhas referentes à embalagem têm tudo a ver com a marca. É preciso pensar em todos os aspectos da comunicação visual, bem como nos elementos que melhor identificam o negócio. Então, trata-se de um recurso capaz de fortalecer o branding.

O uso das cores principais e do logo, por exemplo, garantem que a percepção da marca seja reforçada. Futuramente, isso permite obter a presença no subconsciente dos consumidores, o que melhora o brand awareness ou reconhecimento de marca, por exemplo.

Na década de 1960, o órgão responsável reconheceu que o design da garrafa de vidro da Coca-Cola era uma marca registrada. Então, esse é um caso clássico que demonstra a importância do design na estratégia de branding.

Embalagens de Café
Embalagens de Café

3.2 Maior atratividade no PDV

Em média, 76% das decisões de compra são tomadas no ponto de vendas. Então, conseguir oferecer atratividade para os produtos é imprescindível. Com boas escolhas sobre a apresentação, fica mais fácil convencer os indivíduos de realizar a compra.

O design de embalagens faz com que o item chame a atenção e desperte o interesse das pessoas. Dependendo do caso, é determinante para gerar a tomada de decisão — inclusive, por impulso. Assim, o item se torna mais atrativo.

 

ortoplus
Projeto em andamento

3.3 Diferenciação da concorrência

O ponto de vendas é um ambiente altamente concorrido. É comum que produtos do mesmo tipo ocupem a mesma seção ou prateleira. Então, a sua oferta é apresentada ao lado dos principais concorrentes. Sem um grande diferencial, provavelmente, se perde a chance de conquistar novas vendas.

Como a embalagem é o primeiro contato com o produto, ela é essencial para obter a diferenciação. Isso é importante, inclusive, para se posicionar no mercado. A escolha pode criar a imagem de um negócio sustentável ou com abordagem premium. Como resultado, fica muito mais fácil sair à frente dos outros.

ortoplus
Projeto em andamento

3.4 Influência na decisão de compra

O brasileiro é fortemente influenciado pela embalagem. Em média, 52% dos entrevistados em uma pesquisa afirmaram que o elemento é importante ou muito importante para a escolha. Além disso, 51% disseram já ter adquirido um novo produto graças ao invólucro. Rótulos e embalagens no processo de decisão de compra, portanto, são essenciais.

Além de tudo, o design de embalagens também tem a função de facilitar a vida do consumidor, como ao apresentar informações relevantes. A partir disso, o cliente tem a chance de definir se a aquisição é a melhor ideia, o que gera uma escolha de compra favorecida.

3.5 Aumento das vendas do negócio

Se os produtos se destacam dos concorrentes e se a tomada de decisão é influenciada de maneira positiva, há uma ampliação nas conversões.

Mais vendas significam um reforço do faturamento e até um custo menor para conseguir convencer o cliente a realizar o pedido. Também é um jeito de elevar a participação de mercado e de se destacar por meio do posicionamento.

Investir no design de embalagens, portanto, oferece um retorno diferenciado para o negócio. Assim, é possível aumentar os lucros e conquistar segurança no mercado.

Embalagens de Café Alta Mogiana
Embalagens de Café Alta Mogiana

4. Como criar um design de embalagem?

Como dissemos, a criação desse recurso não envolve apenas a estética. É preciso se preocupar com os elementos de usabilidade, como em relação ao transporte e ao armazenamento.

Na hora de cuidar do design de embalagens, portanto, é necessário que o processo siga algumas etapas. Na sequência, mostramos tudo o que é preciso para ter sucesso na tarefa. Confira!

4.1 Pesquise sobre o segmento de atuação do produto

Um dos objetivos do design de embalagens é se destacar da concorrência, certo? Então, é essencial conhecer o mercado e entender quais são as principais características do segmento. Quanto mais entendimento há nesse sentido, mais fácil é definir as qualidades relevantes.

Um produto com qualidade premium, por exemplo, atua em um segmento diferente daquele que tem uma proposta de ser econômico. Da mesma forma, um item ligado à saúde tem qualidades distintas de um voltado para a alimentação. Portanto, o primeiro passo é conhecer muito bem o segmento e quais são as características que devem ser transmitidas.

Embalagens de refrigerantes Fabiane

4.2 Conheça o público

A embalagem não deixa de ser uma peça de comunicação. Então, é imprescindível conhecer o público e entender que tipo de expectativas ou de necessidades os indivíduos têm sobre o produto.

É indispensável compreender, por exemplo, o que as pessoas mais valorizam. Um produto direcionado para um público jovem pode adotar uma comunicação visual divertida, como o uso de várias cores e de formas modernas. Já se o público é interessado no impacto à preservação do planeta e do meio ambiente, é válido pensar em elementos como a aplicação de materiais sustentáveis.

O ideal é selecionar as características que geram impacto nas áreas de interesse das pessoas. Dessa forma, é possível criar algo que realmente conversa com os indivíduos que a marca pretende que sejam atingidos pelo que a embalagem está comunicando.

PDV de refrigerantes Fabiane

4.3 Considere o local de compra

Outro ponto importante é analisar o local de aquisição, como o PDV. É preciso pensar no tipo de experiência que o consumidor possui e como a embalagem é capaz de ajudar nesse processo.

Produtos vendidos apenas digitalmente, por exemplo, precisam ter um apelo visual que se destaca. Por outro lado, os que são vendidos pessoalmente devem unir a visão a outros sentidos, como o tato. Desse modo, é possível criar sensações que levam à compra com facilidade.

Rotulos e marcas do Grupo Kalena
Rotulos e marcas do Grupo Kalena

4.4 Seja criativo

Não basta saber o que se conecta com o público de interesse. Para realmente se destacar da concorrência, a criatividade é uma peça-chave. O design de embalagens tem que ser, acima de tudo, uma expressão de personalidade e algo capaz de diferenciar a marca das demais.

Não há uma fórmula pronta para colocar isso em prática, então o melhor é não ter medo de arriscar. Faça testes com vários elementos e crie aquilo que ainda não está presente no mercado. Às vezes, apenas unir alguns conceitos simples já dá um resultado distinto e capaz de destacar o item em relação aos demais.

O amaciante Downy é um bom exemplo. Em um mercado concorrido, o produto lançou uma coleção especial de perfumes premium. Para seguir a proposta, o frasco ganhou linhas e padrões que lembram a de um perfume tradicional. Assim, o item sai à frente dos concorrentes e se comunica com o cliente da melhor maneira.

Rotulos e marcas do Grupo Kalena
Rotulos e marcas do Grupo Kalena

4.5 Alinhe o design com a funcionalidade do produto

Não se esqueça de que a estética não é o único elemento relevante do design de embalagens. Também é preciso considerar o uso do item, que deve ser altamente funcional. Portanto, a nossa recomendação é que tudo esteja alinhado.

Utilizar papelão resistente ou plástico biodegradável, por exemplo, traz qualidades que vão além da estética. Vale a pena pensar, inclusive, em embalagens que se transformam em algo mais — como os pacotes dos alimentos do China in Box, que viram pratos quando abertos. Com uma criação que seja realmente útil, o resultado é muito interessante.




Projeto Elysium em andamento

5. Como inovar nesse segmento?

Um dos objetivos do design de embalagens é, justamente, garantir a diferenciação do produto. Como os concorrentes também têm se preocupado com a apresentação dos itens, é preciso buscar a distinção por meio da inovação.

Inovar significa ser capaz de apresentar algo novo ou com uma proposta inédita. Nesse sentido, algumas ações se destacam para que o design seja, de fato, diferenciado. Quer entender o que fazer? Veja as nossas dicas!

5.1 Foque no diferencial do produto

Como já dissemos, o design de embalagens não tem a ver apenas com o visual. Ele também está conectado a questões como a usabilidade e à apresentação da marca. Então, para inovar, vale a pena considerar em qual é o diferencial do seu produto.

Pense em uma empresa que vende chocolates feitos com ingredientes de altíssima qualidade. Seu grande destaque é a experiência premium, então a embalagem tem que refletir esse elemento. Na hora de inovar, utilize cores e formas especiais e, até mesmo, uma textura única.

O importante é conectar a mensagem que o produto deseja transmitir com a sua apresentação. Com o trabalho dos diferenciais, é possível chegar a um resultado único.

Black Cola Life
Black Cola Life

5.2 Analise as tendências

Para conquistar a inovação, também é oportuno ficar de olho nas tendências. As novidades do mercado estão ligadas à criação de algo contemporâneo e que tem tudo a ver com uma proposta diferenciada.

Fique de olho no que tem feito sentido, como o uso de materiais especiais, de esquemas de cores e até de tipografia. Nos últimos anos, por exemplo, as fontes cursivas e com aspecto artesanal começaram a fazer bastante sucesso. Se isso fizer sentido para a marca, pode ser o caso de aproveitar a proposta e criar algo inédito.

Ao mesmo tempo, é preciso tomar cuidado. As tendências servem para orientar, mas não devem ser os únicos aspectos considerados. Criar embalagens que somente seguem as tendências pode gerar o efeito contrário — em vez de diferenciados, os resultados são apenas iguais aos que já existem.

5.3 Crie versões especiais esporadicamente

Ao mesmo tempo em que é preciso manter a consistência de apresentação, vale a pena investir em criar propostas diferentes, de tempos em tempos. Nesse caso, uma boa pedida é elaborar versões esporádicas com o design de embalagens.

Certas fases do ano, como o Natal, podem receber detalhes especiais para se adaptar à época. Também vale a pena pensar em datas comemorativas — como o aniversário de fundação da empresa ou uma conquista de mercado do produto. Assim, os clientes são sempre surpreendidos de um jeito positivo.

Nesses momentos, inclusive, vale a pena fazer parcerias com artistas. Criar embalagens colecionáveis é uma pedida. O leite condensado Moça saiu na frente e tornou suas latas verdadeiros itens comemorativos durante um período. Além do produto, os consumidores ganharam porta-objetos cheios de estilo.

Caixa de sapatos Francajel
Caixa de sapatos Francajel
Caixa de sapatos Frattina
Caixa de sapatos Frattina

5.4 Seja sustentável

Em média, 1 em cada 3 clientes prefere empreendimentos sustentáveis. Além disso, 20% de 20 mil entrevistados afirmaram que escolheriam, ativamente, marcas que deixassem mais clara a sua proposta de sustentabilidade. Então, é interessante pensar no design de embalagens desse ponto de vista.

Considere, por exemplo, que a humanidade já produziu mais de 8 bilhões de toneladas de plástico em 65 anos. Se estiver na dúvida, isso corresponde a 12 zeros. No entanto, menos de 9% desse total já foi reciclado. Então, ao considerar as sustentáveis, vale a pena substituir esse componente por outros, como os biodegradáveis.

Também é interessante pensar em apresentar meios de reutilizar o invólucro e de prolongar a sua vida útil. Com abordagens do tipo, o design assume uma responsabilidade socioambiental que reflete positivamente na marca.

Embalagens do Café Tulha Velha Cocapec
Embalagens do Café Tulha Velha Cocapec

6. Quais as principais tendências do design de embalagem?

Como você já sabe agora, ficar de olho nas tendências é muito importante. Ter um design de embalagens antenado com a abordagem contemporânea faz toda a diferença para os clientes.

Então, chegou a hora de se manter por dentro do que tem feito sucesso e promete se destacar cada vez mais. Ficou curioso? Nós mostramos as principais propostas. Confira!

6.1 Design Simples

Um design de embalagens bem-sucedido não é, necessariamente, aquele que tem mais elementos. Na verdade, existe uma proposta que apela cada vez mais para o simples e para o minimalismo. Então, uma dica é selecionar, com cuidado, a composição — mas sem pesar a mão.

A proposta, inclusive, tem a ver com praticidade. Os consumidores têm pressa de se informar, então apresentar tudo de forma simples e direta é um jeito de facilitar a tomada de decisão.

Além do mais, é uma possibilidade para evitar problemas como a poluição visual ou com a confusão de elementos que não têm a ver com a marca de verdade.

6.2 Cultura vintage

Nos últimos tempos, temos visto, de modo geral, a valorização do passado. A busca pelo que é vintage tem se destacado, com pessoas interessadas naquilo que já fez sucesso há muitos anos ou décadas.

No design de embalagens, isso também é relevante. Em vez de utilizar apenas uma proposta moderna ou futurista, é possível adotar um retorno ao passado. Fazer uma releitura de elementos clássicos, por exemplo, é um ótimo jeito de contar uma história e de trazer personalidade.

Ao mesmo tempo, tome cuidado para não deixar tudo com uma cara antiga demais. A ideia é mostrar o passado no presente e não apenas criar algo com uma proposta desatualizada.

Embalagens salgadinhos Fishitos
Embalagens salgadinhos Fishitos

6.3 Fontes customizadas

Como dissemos, a tipografia cursiva tem se destacado nos últimos anos. A proposta de uma escrita feita à mão e com um aspecto de pincel, por exemplo, tem atraído a atenção de muitas pessoas. Então, é possível aplicar isso a rótulos e invólucros.

Para se diferenciar e conseguir um efeito realmente único, vale a pena apostar em fontes customizadas. Uma tipografia orgânica, feita sob medida para a marca, garante que o produto se destaque dos demais como nenhum outro.

O ideal, é claro, é que a escolha converse com toda a identidade visual, como o logo ou os outros elementos. Com harmonia nos aspectos, o resultado é algo que se aproxima ainda mais do cliente.

6.4 Embalagem personalizada

Por falar em aproximação, poucas coisas são tão eficazes quanto criar algo customizado para quem compra. Portanto, uma das tendências no design de embalagens é o uso de elementos personalizados.

Um caso clássico dos últimos anos é o da Coca-Cola com latas e rótulos com nomes. O lançamento gerou uma verdadeira corrida, em que as pessoas procuravam os seus nomes. Inclusive, a marca permitiu a gravação personalizada em alguns casos.

Se não quiser ir tão longe, é possível simplificar. O fato de criar embalagens únicas para os seus produtos já faz toda a diferença. No ramo de alimentação, por exemplo, cuidar para que lanches sejam servidos com recursos personalizados já garante o impacto positivo nos consumidores. Então, não dá para abrir mão de ter uma proposta única e que converse com o seu público.

O design de embalagens é um elemento essencial para o sucesso da marca e da experiência do cliente. Feito corretamente, ele garante os melhores resultados para o negócio.

Para obter todos os efeitos, nada melhor do que poder contar com uma equipe profissional experientes e altamente capacitados. Então, entre em contato com a BZ Propaganda e Marketing e veja como podemos ajudar!

 

The post Entenda tudo sobre o design de embalagens neste post completo appeared first on Blog | BZ Propaganda & Marketing.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *